quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Primeiro Aporte em Ações - Janeiro/2019


Fala galera, blz.

Passando pra trazer aqui o aporte de Janeiro/2019. Como relatei aqui no blog, a meta era aportar agora em Janeiro R$ 3000,00 em Ações, segundo a estratégia explicitada no livro do Joel Greenblatt, The Book that Beats the Market.

Primeiramente elaborei o ranking conforme o site Fundamentus, e verifiquei as 3 melhores ações. A primeira foi a Porto Seguro, PSSA3, a segunda a WIZS3, e a terceira era a TOTS3. As duas primeiras eram empresas de seguros, e como o Joel fala pra não colocar na carteira instituições financeiras, eu descartei essas. Mesmo sendo seguros, e não bancos propriamente ditos, lidam com dinheiro e fazem operações financeiras como objetivo principal, daí optei por não incluir. A terceira, se não me engano, tem uma baixa liquidez diária, e acabou saindo do ranking também.

Após esse primeiro filtro eu consultei os rankings dos blogs Analisando Ações e Barganhas da Bolsa. Em ambos há excelentes análises de ações pertencentes à fórmula, e o ranking conta com filtros muito importantes, como o fato de excluir ações que tenham resultados não recorrentes que afetam o ranking, e também somente colocar ações que tenham uma negociação mínima por dia na bolsa, afinal ninguém quer ter na carteira ações que sejam difíceis de se desfazer hehe.

Com toda essa filtragem, as ações que ocuparam os 3 primeiros lugares foram: UNIP6, QUAL3 e CRPG5.

As aquisições então foram de 1000 reais aproximadamente para cada ação.

- 27 ações da UNIP6 a R$ 37,95, total de R$ 1024,65
- 77 ações da QUAL3 R$ 13,11, total de R$ 1009,47
- 30 ações da CRPG5 R$ 34,40, total de R$ 1032,00

Total do aporte em ações: R$ 3066,12

Também aportei em títulos do tesouro IPCA+4,83% 2035, um valor de R$ 1932,14.

Total de Aportes: R$ 4998,26

Também mandei mais algum dinheiro para a reserva de emergência, em títulos Selic 2023, num total de R$989,34.

Total de Aportes + Reserva de Emergência: R$ 5987,60

Comente relatei no fechamento de Dezembro, os valores em dólares constarão no meu balanço patrimonial, mas não mais nos investimentos, da mesma forma que faço com a reserva de emergência.

Meu balanço patrimonial então ficou da seguinte forma, com as cotações do fechamento de hoje, 09.01.2018:



Um forte abraço e fiquem todos com Deus, sempre.




Diário de um Poupador






IMPORTANTE

As informações nesse blog são apenas de caráter pessoal, não constituem orientações de investimentos. Se você quiser orientações desse tipo deve buscar em meios devidamente autorizados para tal. Tudo que está aqui é  o acompanhamento de minhas operações cotidianas em relação a poupar.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Fechamento Dezembro/2018 e Orçamento do Diário

E aí pessoal da blogosfera, tudo na paz?

Hoje trago o fechamento de DEZEMBRO, último desse ano de 2018.

Esse mês fiz um aporte de R$ 2850,00 na reserva de emergência. Finalmente consegui aportar bem lá hehe

DESSA VEZ EU SEGUI A REGRA DO "PAGUE-SE PRIMEIRO!"



RECEITAS x DESPESAS X APORTE

Nesse mês de novembro de 2018 foram essas as minhas receitas e despesas:

PREVISTO

RECEITAS: 12905,22
RESTANTE NOVEMBRO: 457,71
DESPESAS: 10344,45
APORTE: 2850,00
SALDO: 168,48


REALIZADO

RECEITAS: 13377,05 (um pouco a mais devido a ter precisado de reforço para não ficar sem dinheiro no final do mês, foi tipo um cheque especial em família - colocado como despesa para janeiro/2019)
RESTANTE DE OUTUBRO: 457,71
APORTE: 2850,00
DESPESAS: 10970,37 (-6,05%)
SALDO RESTANTE: 14,39 (Saldo segue para orçamento de Janeiro/2019)

Esse saldo restante, irá para o orçamento de janeiro/2019, somado às receitas do próximo mês.

MEU PONTO FRACO

Meu ponto fraco nos gastos tem sido o item "LAZER". Tenho gastado bastante em saídas para comer fora, como pizza com amigos, jantar com a esposa, café da manhã no restaurante, lanchinhos nas minhas viagens a trabalho, visita de amigos em casa, comprando comida para lancharmos. O resultado disso, além de gastar horrores, foi o ganho de peso. Mas estou em busca de consertar isso, e para Janeiro pretendo, se Deus quiser, atingir minhas metas de ficar dentro do orçamento, aportar, e emagrecer, claro, hehehe

Bom, sem mais delongas, vamos ao fechamento.

INVESTIMENTOS

O consolidado dos investimentos em dezembro foi de R$ 1978,80, referentes unicamente ao investimento em dólares, único na minha carteira no momento.

Como terminei novembro com R$ 2041,94, tive uma desvalorização de -3,09%. Isso foi devido tanto ao resultado positivo da valorização do dólar, que saiu de 3,86 para R$ 3,88 (+0,5%), como também do resultado negativo nos trades, dos quais saí de um capital de U$ 529.00 para U$ 510.00, desvalorização portanto de -3,59%.

Pois bem, segue o balanço de DEZEMBRO:




Evolução do patrimônio desde janeiro, que foi quando quitei os consignados e fiquei finalmente positivo:





A baixa EM AGOSTO foi devido ao desaporte para incrementar a reserva de emergência.


A distribuição do patrimônio:





Evolução do capital investido em dólares



Gráfico com as rentabilidades isoladas no Forex



Gráfico com a rentabilidade acumulada no Forex



Tabela com a evolução do capital na corretora de Forex



MINHA PLANILHA COM A RENTABILIDADE GERAL


Aqui pode-se ver que a rentabilidade mensal em dezembro foi de -3,09%, e a rentabilidade ANUAL está em +0,66%. Isso porque o total aportado foi de R$ 1965,76 e o valor atual dos investimentos está em R$ 1978,80, gerando uma diferença positiva de R$ 13,04.

E a planilha do ADP, com as informações consolidadas:





METAS A PARTIR DE JANEIRO 2018

O que eu tenho planejado para os próximos meses e para 2019 é o seguinte cenário:




Essa tabela significa o seguinte:


Em janeiro de 2019 pretendo não mais considerar o investimento em dólares parte dos investimentos, somente do patrimônio, exatamente como faço com a reserva de emergência, já que é algo por vezes volátil.


Também pretendo em janeiro de 2019 aportar 3000 reais em AÇÕES NO BRASIL utilizando a fórmula utilizada pelo Joel Greenblatt, no seu livro "The book that beats the market", sobre a qual fiz um estudo aqui no ano passado. Essa compra será de 1000 reais para cada uma das 3 melhores ações, as mais bem colocadas no ranking, a ser elaborado no dia da aquisição. Esse será o primeiro lote de quatro lotes ao todo no ano.


Em fevereiro, março e abril de 2019 eu vou juntando 1000 reais por mês, e em abril, com 3000 reais acumulados, eu pretendo adquirir o segundo lote de mais 3 ações conforme a estratégia citada acima.


Em maio, junho e julho de 2019 eu vou juntando 1000 reais por mês, e em julho, com 3000 reais acumulados, eu pretendo adquirir o terceiro lote de mais 3 ações conforme a estratégia citada acima.


Em agosto, setembro e outubro de 2019 eu vou juntando 1000 reais por mês, e em outubro, com 3000 reais acumulados, eu pretendo adquirir o quarto e último lote do ano, com mais 3 ações conforme a estratégia citada acima.


Dessa forma, ao final do ano, pretendo ter aportado 12.000 reais em ações, e guardado mais 2000 reais aguardando chegar janeiro de 2020 para a renovação do primeiro lote de ações adquiridos em janeiro de 2019. Portanto, ao final de 2019, minha pretensão é ter R$ 14.000,00, se Deus quiser. Isso fora a reserva de emergência, que pretendo encerrar o ano de 2019 com R$ 10.000,00.


ORÇAMENTO DO DIÁRIO

Orçamento base


Orçamento Realizado em dezembro 2018


Saldo de acordo com orçamento realizado


Mais um mÊs complicado em que gastei bastaaante em LAZER! Foram 169% A MAIS!!! Outros gastos que excederam foram ajudas e auxílios, tendo em vista ser final de ano e sempre ajudo um pouco mais, minha mãe, outros auxílios, ajudas nos projetos da igreja. PAra a Sra Diário teve 13º, claro, se não o bicho pega, kkkkk. Para o diarinho teve uma consulta extra que precisei gastar. Tive também que comprar o guarda roupas esse mês, como relatei aqui no blog.

Tive boas economias em Alimentação fora de casa, nos itens pessoais e na conta de energia.


No mais é isso. Ao logo do mês pretendo ir atualizando toda movimentação financeira aqui no blog, incluindo o aporte em ações, conforme descrevi mais acima.


Um forte abraço e fiquem todos com Deus, sempre.




Diário de um Poupador




IMPORTANTE

As informações nesse blog são apenas de caráter pessoal, não constituem orientações de investimentos. Se você quiser orientações desse tipo deve buscar em meios devidamente autorizados para tal. Tudo que está aqui é  o acompanhamento de minhas operações cotidianas em relação a poupar.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Dicas para não falhar nas metas de 2019

A maioria das pessoas gosta de fazer planejamentos no final de ano, afinal é um período de mudanças. Mas será que estamos fazendo isso corretamente?

Muitos pensam em planejar qualquer coisa e de qualquer maneira, e assim estão fazendo erradamente algo tão importante. Veja aqui alguns conselhos pra que as metas tenham mais chances de serem cumpridas.

ANOTAR TUDO

Se alguém quer tanto algo para 2019 precisa primeiramente colocar suas metas NO PAPEL. Não adianta planejar algo e deixar aquela informação só na mente. Vai ser esquecida, jogada no limbo, e vai ficar apenas como um pensamento.

As pessoas mais bem sucedidas colocam tudo no papel, há pesquisas comprovando esse fato. Quando deixamos tudo na seara do imaginário, nossas ações vão tomando a forma do que estiver mais recente no cérebro. Caso a meta não seja devidamente registrada, ela vai ficando para trás na lista de coisas que pensamos diariamente, e perdendo espaço para outras mais recentes. Estas últimas é que vão direcionar a grande parte de nossas ações.

Por isso precisamos registrar tudo que pretendemos num papel, onde possamos sempre voltar a ele e verificar o que tínhamos planejado. Trazendo aquela informação para o topo da fila nos pensamentos.

O que mais passamos tempo pensando, buscando, é isso que nossas ações tendem a fazer mais. Por exemplo alguém que sempre lê sobre educação alimentar, dieta, treino, perda de peso, vida saudável, vai ter muito mais chances de alcançar um corpo saudável do que alguém que deseja isso, mas passa o dia vendo Master Chefe, ou vai à copa do trabalho a cada 30 minutos, ou ainda almoça em frente ao Mcdonalds todos os dias.

Alguém que passa tempo lendo sobre investimentos, poupança, vida frugal, está mais disposto a alcançar a independência financeira do que alguém que passe muito tempo vendo sites de compra na Internet, assistindo comerciais de televisão, conversando sobre o último lançamento da Apple.


Por essas e outras, se temos metas para 2019, registremos tudo NO PAPEL, e olhemos para ele constantemente.



METAS ALCANÇÁVEIS SÃO MAIS FÁCEIS DE SEREM REALIZADAS

O próprio título é autoexplicativo. Se alguém quiser perder 50 quilos em 2019, não precisa planejar dieta!  Tem que procurar orçamentos de cirurgia bariátrica. Perder 50 quilos em um ano é algo inimaginável apenas com dieta e treino. Colocar 20, talvez 25 quilos em um ano, já é bastante.

Se alguém quiser ser independente financeiramente em 2019, mas ainda tem dívidas a pagar, tem que mudar primeiro essa meta para gastar menos do que ganha, depois quitar as dívidas, depois iniciar poupança, depois investir, e aí sim, pensar na independência financeira.

Isso também vale para metas surreais, como ganhar na loteria. Não tem como prever isso, por isso não se pode por como meta.


DÍVIDIR A META MAIOR EM METAS MENSAIS

Dividir os 25 quilos em 2 quilos por mês. Dividir a meta de poupar 30 mil reais em 2500 por mês. Ir medindo o quanto falta para atingir a meta maior.

Assim fica mais fácil mensurar o desenvolvimento, e o risco de desmotivar cai drasticamente.


CONTAR PARA ALGUÉM A META, E IR ATUALIZANDO-O DO PROGRESSO.

Compartilhar nossas metas com alguém é um fator bastante favorável para que a alcancemos, pois estaremos nos sentindo motivados para cumpri-la. E caso essa pessoa não acredite na nossa capacidade, usemos isso como combustível para conseguir. As metas mais gostosas de saborear são aquelas em que nos disseram que era muito difícil!


REVISAR AS METAS MENSALMENTE

Não é para anotarmos tudo num papel e deixá-lo esquecido na gaveta. Temos que propor um meio de revisar tudo mensalmente. Se alguém tem um blog, pode criar o hábito de publicar um review mensalmente, e ir atualizando sempre, conforme avança em direção à realização da meta. Isso é um fator motivador imenso.

Não tem blog? Faça um! Nem que seja somente para isso. Afinal, se queremos tanto algo, não vale a pena "perder" alguns minutos por mês para divulgar e controlar o desempenho? Aliás, com isso também já cumprimos a dica anterior, de contar para alguém as nossas metas, afinal, com um blog público muita gente vai estar de olho. Quem sabe não aparece algum hater pra dizer que não vamos conseguir, e isso já nos dá mais gás pra perseguir o objetivo.


CONCLUSÃO
Se queremos muito algo para o próximo ano, temos que fazer por onde. Não adianta ficar com o objetivo somente na esfera do mero desejo. Temos que correr atrás! Quando formos planejar as metas para 2020, é a hora de verificar como ficaram as de 2019.

Deseje, planeje, anote, acompanhe, divulgue, revise.

Tenha isso sempre em mente:

>> Meta sem definição, sem subdivisão, sem alcançabilidade, que fica só no pensamento sem ir pro papel, é só desejo, vontade, que todo mundo tem, e a grande maioria não conquista. Quem se destaca mesmo são os que conseguem sistematizar tudo que tem vontade, sem colocar os pés pelas mãos, e fazendo tudo passo a passo, aí dá certo!

MINHAS METAS PARA 2019

Já que esse blog é um "Diário", seguem minhas metas para o próximo ano.


SAÚDE
- Me exercitar na academia um total de 144 dias no ano, 12 dias por mês, 3 por semana.
(Consigo ir 4 a 5 vezes por semana, mas para ficar 'alcançável' coloquei apenas 3)
- Perder 12kg, alcançando ficar abaixo de 75kg.
(Pra isso, será buscado 1kg por mês a partir de Janeiro até Dezembro)

FINANCEIRO
- Aportar no geral R$ 18.000,00 no ano, 5000 em Janeiro, e 1000 por mês a partir de fevereiro; mais 1500 nos últimos 4 meses do ano. Ficando com um patrimônio investido no valor de 20.000,00. O que vier de rentabilidade, é lucro.
- Elevar a reserva de emergência de 6.000 reais para 10.000,00; para isso pretendo poupar nessa reserva 1000 reais em Janeiro, e mais 500 por mês de fevereiro até Julho.

Caso pense em mais alguma, atualizo tudo por aqui. Pretendo acompanhar mensalmente.

Desejo a todos um Feliz Natal. Que lembremos o verdadeiro significado dessa data, e que possamos sempre ter mais amor com o próximo.
Deixo alguns textos bíblicos sobre esse dia tão especial:

Quanto ao nascimento de Jesus

- Isaías 7:14: "Portanto o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que uma virgem conceberá, e dará à luz um filho, e será o seu nome Emanuel." 

- Isaías 9:6: "Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz."

- João 3:16: "Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu filho unigênito para que todo que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna."

Grande abraço a todos.

sábado, 15 de dezembro de 2018

Orçamento do Diário em detalhes - (Com o de Novembro/2018)

Olá colegas da blogosfera. Decidi trazer aqui, em detalhes, meus gastos mensais, e como tenho administrado isso.

O que segue abaixo é uma lista dos itens que planejo gastar mensalmente, o total planejado para gastar, as receitas planejadas e recebidas de fato, e o que foi gasto realmente.

Primeiro vou detalhar aqui os ITENS BASE do orçamento, e o valor que prevejo para cada um ao longo do mês. Abaixo da imagem a explicação de cada um:



ALUGUEL+CONDOMÍNIO: Aqui vai tanto o aluguel propriamente dito, o condomínio, a taxa de água externa e o gás. Como nós comemos bastante fora de casa, gás vem bem pouco. Dificilmente passa de 1400,00 tudo;

SRA DIÁRIO E DIARINHO: Para minha esposa e meu filho de 7 anos eu faço o seguinte: Estipulei um valor fixo para repassar para a digníssima e ela, junto com o dinheiro que recebe, também dos serviços que faz como autônoma (ainda não é muito, mas já é algo), ela ficou responsável pelo pagamento de todas as despesas do Diarinho, como escola, alimentação, roupas, remédios, brinquedos, lazer. Ficou a meu cargo, no orçamento familiar, a alimentação como um todo e o plano de saúde de ambos. Isso foi o que decidimos, pois eu não queria ter certos estresses familiares, e embates constantes por coisas que ela claramente iria querer tanto para ela como para nosso filho, e eu, como poupador que pretendo ser, não iria permitir. Só tenho uma coisa a dizer, graças a Deus Ele me permitiu ter essa solução, e isso está me salvando de inúmeras discussões financeiras em casal. Dentro do valor previsto de 1230,00, está então um valor para senhora Diário usar para ela, com salão, roupas, acessórios femininos, e também um valor para as despesas do Diarinho. Lembrando que minha esposa tem uma renda singela, mas que a ajuda nessas despesas muito bem. Posso afirmar que o diarinho é uma criança muito bem cuidada, graças a Deus. Desse valor eu não faço nenhuma conta, nenhuma despesa prevista, ela está autorizada a gastar como bem entender. Tipo, as despesas que ela decidir fazer, eu não registro, não controlo, não dou palpite, e isso me traz uma enorme paz. Tenho vivido assim já há bastante tempo, anos por sinal, variando apenas o valor passado mensalmente. Em breve um post com mais detalhes (Se é que precisa hehe);

AJUDAS E AUXÍLIOS: Aqui entra, entre outros, valores que repasso para minha mãe, que é viúva e vive com uma pensão do meu pai, de aproximadamente um salário mínimo, o que não dá muitas vezes nem pra medicação e itens básicos. Desde que trabalho eu ajudo meus pais, e pretendo fazer isso pro resto da vida! Também estão incluídos aqui valores referentes a ajuda a outras pessoas, entidades, serviços sociais da igreja, entre outros que não preciso ficar detalhando. Aqui esse item equivale a aproximadamente 10% do orçamento;

PLANO DE SAÚDE: Plano Nacional, eu, Sra Diário e Diarinho, com apartamento, e co-participação. Por essa despesa eu recebo um reembolso singelo do governo, que não cobre nem 30% das despesas;

VIAGENS A TRABALHO: Como eu trabalho em outra cidade, distante da minha cidade natal e onde moro, e para a qual me desloco uma vez por semana, preciso pagar passagens, alimentação, entre outros itens. Para essas despesas recebo um valor do governo, menor do que o que gasto, mas ainda assim deveras importante;

TRANSPORTE: Despesas com gasolina e lava jato, somente; manutenções esporádicas entram em outro item. Meu carro é popular, simples, vale algo em torno de 14.000,00, não tem seguro, e o IPVA eu pago no início do ano com o valor do décimo terceiro. Por esses motivos eu não separo mensalmente aquela provisão de 1/12 de tudo.

ALIMENTAÇÃO/MERCADO: Itens de mercado como produtos de limpeza, papel higiênico, sabonetes, ovos, frutas, leite, comidas em geral para alimentações para o café da manhã e a janta. O almoço comemos fora todos os dias, uma vez ou outra é que cozinhamos em casa mesmo. 

ALIMENTAÇÃO FORA: Como mencionei antes, nós almoçamos fora todos o dias, então decidi separar esse item do de alimentação, pois é algo mensurável. Antes que alguém pense que gasto muito, eu fiz os cálculos, e, como tenho desconto de 50% em uma delicatessen de minha cidade, acaba saindo mais barato do que comprar carne, arroz, macarrão, feijão, gastar gás, sujar louça, entre outros. Quando saímos para almoçar, comemos bem, comidas boas, bem variadas, em um local confortável, e pagamos entre 15 e 20 reais, isso no total. Aqui o segredo é não consumir os sucos e bebidas em geral, caros e sem o desconto.

EXTRAS: Remédios, estacionamentos (bem esporádicos), itens para o casa uma vez ou outra, etc...

LAZER: Passeios, cinema, lanches, açaí, e quando eu decido tomar café da manhã ou janta fora de casa (aqui não considero alimentação fora, porque isso eu me esforço para comer em casa mesmo);

PESSOAL: Bom, todos temos necessidades, um perfume, corte de cabelo e barba, um fone de ouvido, ou outro acessório pro celular, uma roupa, essas coisas de homem, que como sabemos, gastamos bem pouco em relação às mulheres;

ENERGIA: Conta de... Energia (Hahaha);

PSICÓLOGA: Bom, aqui entra um texto que daria um post todo, mas... pra resumir, eu sofria de T.O.C, desde criança, e sofri a vida toda com manias e rituais insuportáveis, principalmente com limpeza. Só pra ter uma ideia, se minha roupa íntima caía no chão, ia pro lixo direto; se meu sabonete caísse no chão durante o banho... lixo! Vivia lavando roupas e gastando água, toda vez que sentisse elas sujas. O que eu gastava com essas manias era coisa absurda. Antes eu não dava importância nenhuma para terapia, mas depois que comecei, mudei completamente. Passei a sentir-me melhor, livre de rituais mecânicos e sem propósito, passei a viver melhor, e também... economizar com várias coisas hehe. Portanto, acaba sendo um investimento, e é algo que não me vejo mais sem;

TELEFONES: Duas contas pós-pagas minha e da sra Diário;

INTERNET/NETFLIX: Internet banda larga da Vivo, e... Netflix;

ÁGUA: Conta de aguá, ué...

COFRE DE MOEDAS: Aqui é interessante, pois eu separo todo mês um valor para ir guardando no cofrinho, conforme eu fui vendo que poupo mês a mês de todos os trocos que recebo. Esse valor poupado entra na receita do próximo mês, afinal é dinheiro que estou guardando. Por que considero como despesa? Porque preciso dar um destino a esses valores todas as vezes que sai do orçamento, e essa foi a melhor forma que encontrei, gastar e poupar ao mesmo tempo hehehe;

Pois bem, essas são as despesas básicas, que tenho que prever todos os meses para poder ir vivendo mês a mês.

Como é possível ver na imagem, das minhas receitas, quando tiro as despesas previstas, é para sobrar um saldo de aproximadamente R$ 1980,00. Desse valor eu estipulo como meta aportar R$ 1500,00. O restante eu tenho objetivo ir juntando para coisas como móveis para o apartamento, troca de Tv, Possível e futuuura troca do carro (à vista claro). Mas isso é SE SOBRAR. Muitas vezes, no empolgar dos gastos, acabo me excedendo em LAZER e OUTROS, e aí esse dinheiro que iria para esses itens que almejo, acaba indo para cobrir esses vacilos no orçamento. Meu desejo é conseguir terminar um mês totalmente dentro do estipulado, não gastando nem um real desse valor, que acaba ficando como GORDURA para queimar em caso de erro e descontrole durante o mês.

TODOS os meus gastos, dia a dia, eu vou anotando numa planilha do Excel, detalhadamente e precisamente elaborada por mim para esse controle. Ao longo do tempo eu fui aperfeiçoando a mesma, e hoje é até um hobby hehe. Por isso, eu sou daqueles que anota tudo, planeja, conta, distribui adequadamente, elaborando orçamento e fluxo de caixa em detalhes.

Abaixo trago então o orçamento de novembro, que como você vai perceber, há despesas não listadas no orçamento base que expliquei anteriormente. É possível ver por exemplo o item "Vacinas Diarinho", pois ficou faltando algumas doses de vacinas que o posto não fornece. Meu filho também precisou de umas consultas extras com a psicopedagoga, acabou saindo do orçamento. Repare como gasto com LAZER, preciso corrigir isso URGENTE!!!



Considerando então o total de receitas de novembro, dos quais não há somente o salário, o saldo líquido para o mês de dezembro foi de aproximadamente +R$ 450,00.



Por hoje é só. Todos os meses pretendo vir aqui e divulgar esses dados, pra compartilhar com vocês e também ir me disciplinando a manter os gastos sob controle. Me considero um poupador, mas com fortes traços de gastador.

Um forte abraço a todos e fiquem com Deus.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Me paguei primeiro - Segredo da Consistência nos Aportes + Guarda-Roupas com +50% de desconto



Esse mês de novembro eu decidi aportar o valor de R$ 2.852,30 na minha reserva de emergência, ficando assim com praticamente 6000,00. Mês que vem, com a rentabilidade, é algo próximo desse valor que espero ter na conta.

Mês passado eu gastei praticamente todo o valor que tinha separado para a reserva de emergência, e isso simplesmente porque decidi segurar o aporte até final do mês. Eu tive o pensamento mais perigoso para quem quer ter consistência em aportar, o famoso "Vai que...".

Vai que durante o mês eu precise...

Vai que surja alguma despesa inesperada...

Vai que eu gaste mais em alguma coisa...

Vai que...

Nesse nem vai, nem vem, eu acabei gastando o dinheiro separado, e praticamente tudo com saídas, lazer, entre outros, como comentei no post do fechamento de novembro.

Pois bem, como esse mês eu recebi a segunda parte do meu 13º, já de cara eu tinha separado um valor de 4000,00 para fazer o aporte.

Desse valor, 2000 seriam em dólares, e os outros 2000 reais seriam para reforçar a reserva de emergência. Porém, como me mudei recentemente, explicado nesse post, eu precisei comprar um guarda-roupas. Daí eu fiz o seguinte, para equilibrar e nem ficar sem guarda-roupas, nem ficar sem aporte, eu decidi esperar para aportar em dólares no próximo mês, usar 1000 reais desses 4000 disponíveis para comprar um guarda-roupas, e o restante, aproximadamente 3000,00 mandar para a reserva de emergência.

A PORTA DE NÁRNIA

A história aqui é interessante: Ao sair para procurar um guarda-roupas com a senhora Diário, entramos na loja que sempre vamos atrás de móveis de qualidade. Lá nos deparamos, de cara, com um super, hiper, MEGA guarda roupas, daquele tipo completo, GIGANTE, 3 portas corrediças, com espelhos do chão até o teto, 2,44 de comprimenro, uns 2m10 de altura, grande meu amigo, grande!

O preço? Cerca de R$ 2.800,00 reais, à vista uns 2500,00. Porém, o mesmo estava sem uma das portas espelhadas. Esse era o único problema desse móvel, do qual era o último do estoque, e já era o que estava à mostra. O preço dele estava saindo por 1500,00 à vista, já por conta dessa "falha", e por ser o último. Eu estava com os 1000 reais, e a senhora Diário disse que poderia completar com 300,00. Falei para a vendedora para tentar vender por 1300,00 e a mesma foi perguntar para o superior, desacreditada, alegando que muito provavelmente não iriam baixar o preço. Após alguns minutos ela retorna com uma expressão de espanto e diz que foi autorizado, pra alegria da família Diário, hehehehe.

Comprei o MEGA guarda-roupas com um desconto de mais de 50%, e agora o apartamento está ficando completo. A senhora Diário comprou a mesa da cozinha, no valor de aproximadamente 2300,00 e está para chegar.

Agora só falta o sofá da sala, pra completar o conforto.

Pois bem, aporte feito em título Selic, com aproximadamente R$ 6000,00. Não conto esse valor como investimento, já que é reserva de emergência. Meu investimento continua somente o valor aportado em dólares, como sempre relato aqui.

Para o mês que vem a previsão é aportar os 2000 reais em dólares, e ficar com um valor pouco maior que 4000,00 reais, aproximadamente 1050,00 dólares americanos. Também terei para aportar algo próximo de 5000,00, dos quais pretendo comprar 3000,00 de ações, conforme a fórmula do Joel Greenblatt, esporadicamente comentada aqui na blogosfera, e mais 2000 reais na reserva de emergência, deixando a mesma com 8000,00 ao todo. Se Deus quiser vou conseguir. Ah, esse aporte todo mês que vem é por causa das férias, e do adiantamento de metade do décimo terceiro que o governo permite para o servidor receber antes das férias. Como pedi 10 dias para janeiro, então já vou receber esse valor no primeiro dia útil de janeiro/2019.

Bom, por hoje é só, se achou interessante deixe um comentário.

No próximo post pretendo trazer aqui meu orçamento de novembro em detalhes.

Um forte abraço, fique com Deus e até a próxima.

sábado, 1 de dezembro de 2018

Fechamento Novembro/2018 - Por que é tão difícil poupar?

E aí pessoal da blogosfera, tudo na paz?

Hoje trago o fechamento de novembro desse ano de 2018.

Em novembro era para ter aportado 900 reais na reserva de emergência, porém no decorrer do mês eu fui gastando... gastando... gastando... e acabei praticamente sem esse dinheiro!

TUDO PORQUE NÃO SEGUI A REGRA DO "PAGUE-SE PRIMEIRO!"

Pelo menos eu não extrapolei as receitas, mas foi POR POUQUÍSSIMO. Ou seja, esse mês eu fiquei no zero a zero, e isso me incomoda muito!

"Mas por que, Diário?

Porque tenho capacidade para aportar bem, graças a Deus, mas eu não estou conseguindo. O jeito vai ser de fato seguir à risca a regra do Pague-se Primeiro!!!

RECEITAS x DESPESAS

Nesse mês de novembro de 2018 foram essas as minhas receitas e despesas:

PREVISTO

RECEITAS: 9951,82
RESTANTE OUTUBRO: 472,21
DESPESAS: 9147,16
SALDO: 1205,12 (11,56%)  /  804,66 (8,08%) (considerando apenas as receitas principais)


REALIZADO

RECEITAS: 9.981,96 (um pouco a mais devido a pequenos extras: 27,75 de moedas guardadas, 2,28 de extras, e 0,11 juros poupança)
RESTANTE DE OUTUBRO: 472,21
DESPESAS: 9.968,71 (-8,98%)
SALDO RESTANTE: 485,46 (40,28% do previsto / 4,64% do total das receitas)

Se considerar somente as receitas, a sobra de caixa seria R$ 13,25! Por isso que eu disse que por muito pouco eu fiquei no zero a zero!

Esse saldo restante, somado ao restante de outubro (472,21), irá para o orçamento de dezembro, somado às receitas do próximo mês, totalizando 
485,46.

ONDE ESTÁ O PROBLEMA?

Meu ponto fraco nos gastos tem sido o item "LAZER". Tenho gastado bastante em saídas para comer fora, como pizza com amigos, jantar com a esposa, café da manhã no restaurante, lanchinhos nas minhas viagens a trabalho, visita de amigos em casa, comprando comida para lancharmos. O resultado disso, além de gastar horrores, foi o ganho de peso. Estou com quase 90kg e tenho 1,65m de altura. Antes que você me ache um tremendo gordinho, informo que bastante desse peso é massa muscular. Sim, treino há cerca de 13 anos. Porém sou um fortinho, cheinho kkkkk.

Bom, mas porque estou passando essa fase? Eu tenho refletido bastante. Talvez o fato de eu ter me mudado recentemente, como relatei aqui no blog, e para um lugar bastante confortável, eu esteja meio que querendo curtir a vida. O problema disso é fazer sem controle. Não que eu não controle meus gastos, pois anoto e registro tudo nos mínimos detalhes, há mais de dois anos. O problema então não é controlar, mas "manter sob controle", o que é algo diferente. Gastar mais que o planejado para determinado item no orçamento é não manter as despesas sob controle, e preciso mudar isso com urgência.

Bom, sem mais delongas, vamos ao fechamento.

INVESTIMENTOS

O consolidado dos investimentos em novembro foi de R$ 2041,94, referentes unicamente ao investimento em dólares, único na minha carteira no momento.

Como terminei outubro com R$ 1938,12, tive uma valorização de +5,35%. Isso foi devido tanto ao resultado positivo da valorização do dólar, que saiu de 3,72 para R$ 3,86 (+3,76%), como também do resultado positivo nos trades, dos quais saí de um capital de U$ 521.00 para U$ 529.00, valorização portanto de +1,53%.

Pois bem, segue o balanço de NOVEMBRO:





Evolução do patrimônio desde janeiro, que foi quando quitei os consignados e fiquei finalmente positivo:





A baixa EM AGOSTO foi devido ao desaporte para incrementar a reserva de emergência.


A distribuição dos investimentos:







EVOLUÇÃO PATRIMONIAL DO INVESTIMENTO EM DÓLARES



GRÁFICO COM AS RENTABILIDADES NO FOREX



GRÁFICO COM A RENTABILIDADE ACUMULADA NO FOREX




MINHA PLANILHA COM A RENTABILIDADE GERAL


Aqui pode-se ver que a rentabilidade mensal em novembro foi de +5,36%, e a rentabilidade ANUAL está em +3,88%. Isso porque o total aportado foi de R$ 1965,76 e o valor atual dos investimentos está em R$ 2041,94, gerando uma diferença positiva de R$ 76,18. (Desconsiderar as informações de dezembro)

E a planilha do ADP, com as informações consolidadas:




INTERESSANTE

Eu tenho calculado minha rentabilidade geral através de uma planilha própria, independente da do AdP, a que foi postada logo acima da do AdP, e tenho tido percentuais diferentes de rentabilidade. O cálculo que eu uso é mais simples: eu considero todo o valor aportado, e com ele calculo o valor ganho.

Por exemplo, em 2018 eu aportei ao todo, considerando, os desaportes, um valor líquido de R$ 1965,76, e estou com 
R$ 2041,94 valor que finalizei novembro. Então estou com um ganho líquida de R$ 76,18 ao longo do ano. Em percentual fica:

R$ 76,18 / 1965,76 = +3,88%

E não os +17,11% que a planilha calcula.

Se alguém souber o que é isso, eu agradeço.



METAS A PARTIR DE DEZEMBRO 2018

O que eu tenho planejado para os próximos meses e para 2019 é o seguinte cenário:







Essa tabela significa o seguinte:


Em dezembro de 2018 estou pretendendo aportar 2000 reais em dólares para fechar 4000 reais, aproximadamente 1000 dólares, e ficar com esse valor durante todo o ano de 2019.


Em janeiro de 2019 pretendo aportar 3000 reais em AÇÕES NO BRASIL utilizando a fórmula utilizada pelo Joel Greenblatt, no seu livro "The book that beats the market", sobre a qual fiz um estudo aqui no ano passado.


Essa compra será de 1000 reais para cada uma das 3 melhores ações, as mais bem colocadas no ranking, a ser elaborado no dia da aquisição. Esse será o primeiro lote de quatro lotes ao todo no ano.


Em fevereiro, março e abril de 2019 eu vou juntando 1000 reais por mês, e em abril, com 3000 reais acumulados, eu pretendo adquirir o segundo lote de mais 3 ações conforme a estratégia citada acima.


Em maio, junho e julho de 2019 eu vou juntando 1000 reais por mês, e em julho, com 3000 reais acumulados, eu pretendo adquirir o terceiro lote de mais 3 ações conforme a estratégia citada acima.


Em agosto, setembro e outubro de 2019 eu vou juntando 1000 reais por mês, e em outubro, com 3000 reais acumulados, eu pretendo adquirir o quarto e último lote do ano, com mais 3 ações conforme a estratégia citada acima.


Dessa forma, ao final do ano, pretendo ter aportado ao todo 4000 reais em dólares para os trades, 12.000 reais em ações, e guardado mais 2000 reais aguardando chegar janeiro de 2020 para a renovação do primeiro lote de ações adquiridos em janeiro de 2019. Portanto, ao final de 2019, minha pretensão é ter R$ 18.000,00, se Deus quiser. Isso fora a reserva de emergência, que pretendo encerrar o ano com 5000,00, e ano que vem tentar elevá-la para 10.000 reais.



Um forte abraço e fiquem todos com Deus, sempre.




Diário de um Poupador