sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Despesas X Receitas Outubro 2018 - Por que não consegui aportar o que planejei?

Nesse mês de outubro de 2018 foram essas as minhas receitas e despesas:

RECEITAS: 12.116,72
DESPESAS PREVISTAS: 10.883,00
SALDO PREVISTO: 1233,71

DESPESAS REALIZADAS DE FATO: 11.695,29 (-7,46%)

SALDO RESTANTE: 421,43 (34,15% do previsto)

Esse saldo restante irá para o orçamento de novembro, somado às receitas do próximo mês.

Gastei mais esse mês tendo em vista a mudança de apartamento, como relatei aqui no blog. Minha receita mensal é em torno de 9800,00, nesse mês de Outubro eu recebi mais porque somei com o saldo positivo do mês anterior. Não cheguei a relatar aqui, mas quero fazer isso agora a partir desse mês.



Previsão de aportes em novembro:
0,00 nos investimentos;
900,00 na reserva de emergência na Selic (Indo para 4000,00)

Previsão de aportes em dezembro:
2000,00 nos investimentos (Indo para R$ 4000,00)
1000,00 na reserva de emergência na Selic (Indo para R$ 5000,00).

Fico por aqui, um forte abraço e fiquem com Deus.

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Fechamento Outubro/2018

E aí pessoal da blogosfera, tudo na paz?

Hoje trago o fechamento de outubro desse ano de 2018 E AS METAS QUE TENHO PARA A PARTIR DO PRÓXIMO MÊS AO FINAL.

Em agosto eu decidi reforçar minha reserva de emergência e tudo que eu tinha na selic passou a ser considerado como essa reserva. No momento, e por enquanto, meu único investimento é em dólares, para os trades que tenho realizado desde o início do ano.

Em outubro não tive aportes nos investimentos, pois foi o mês em que me mudei e acabei tendo gastos consideráveis, como relatei no último post. Não tenho gasto mais que o valor recebido como renda, mas também não estou conseguindo poupar o que gostaria. Apenas consegui colocar dinheiro na reserva de emergência.

O consolidado dos investimentos em OUTUBRO foi de R$ 1938,12, referentes unicamente ao investimento em dólares, único na minha carteira no momento.

Como terminei setembro com R$ 2069,55, tive uma desvalorização de -6,35% devido ao resultado negativo da DESvalorização do dólar, que saiu de 4,05 para 3,72 (-8,14%). A forte desvalorização do dólar deixou meu rendimento no vermelho apesar de ter tido bons resultados nos trades desse mês.

Nos trades saí de um capital de U$ 511.00 para U$ 521.00, valorização portanto de +1,95%.

Pois bem, segue o balanço de OUTUBRO:


Evolução do patrimônio desde janeiro, que foi quando quitei os consignados e fiquei finalmente positivo:




A baixa EM AGOSTO foi devido ao desaporte para incrementar a reserva de emergência.


A distribuição dos investimentos:



EVOLUÇÃO PATRIMONIAL DO INVESTIMENTO EM DÓLARES


GRÁFICO COM AS RENTABILIDADES NO FOREX


GRÁFICO COM A RENTABILIDADE ACUMULADA NO FOREX



E a planilha do ADP, com as informações consolidadas:




Ou seja, minha rentabilidade em OUTUBRO foi de -6,35%Como disse antes, apesar de a rentabilidade do investimento em dólares ter sido bom (resultado dos trades), a desvalorização do dólar puxou a rentabilidade bastante para baixo.

Porém a rentabilidade histórica, que é também igual a desse ano, segue acima dos 10%, o que para mim está caminhando bem para um iniciante nos investimentos.

INTERESSANTE

Eu tenho calculado minha rentabilidade geral através de uma planilha própria, independente da do AdP, e tenho tido percentuais diferentes de rentabilidade. O cálculo que eu uso é mais simples: eu considero todo o valor aportado, e com ele calculo o valor ganho.

Por exemplo, em 2018 eu aportei ao todo, considerando, os desaportes, um valor líquido de R$ 1965,76, e estou com 1938,12 valor que finalizei outubro. Então estou com um perda líquida de 
27,64 ao longo do ano. Em percentual fica:

-27,64 / 1965,76 = -1,40%

E não os +11,16% que a planilha calcula.

Se alguém souber o que é isso, eu agradeço.


METAS A PARTIR DE NOVEMBRO 2018

O que eu tenho planejado para os próximos meses e para 2019 é o seguinte cenário:






Essa tabela significa o seguinte:

Em dezembro de 2018 estou pretendendo aportar 2000 reais em dólares para fechar 4000 reais, aproximadamente 1000 dólares, e ficar com esse valor durante todo o ano de 2019.

Em janeiro de 2019 pretendo aportar 3000 reais em AÇÕES NO BRASIL utilizando a fórmula utilizada pelo Joel Greenblatt, no seu livro "The book that beats the market", sobre a qual fiz um estudo aqui no ano passado.

Essa compra será de 1000 reais para cada uma das 3 melhores ações, as mais bem colocadas no ranking, a ser elaborado no dia da aquisição. Esse será o primeiro lote de quatro lotes ao todo no ano.

Em fevereiro, março e abril de 2019 eu vou juntando 1000 reais por mês, e em abril, com 3000 reais acumulados, eu pretendo adquirir o segundo lote de mais 3 ações conforme a estratégia citada acima.

Em maio, junho e julho
 de 2019 eu vou juntando 1000 reais por mês, e em julho, com 3000 reais acumulados, eu pretendo adquirir o terceiro lote de mais 3 ações conforme a estratégia citada acima.

Em 
agosto, setembro e outubro de 2019 eu vou juntando 1000 reais por mês, e em outubro, com 3000 reais acumulados, eu pretendo adquirir o quarto e último lote do ano, com mais 3 ações conforme a estratégia citada acima.

Dessa forma, ao final do ano, pretendo ter aportado ao todo 4000 reais em dólares para os trades, 12.000 reais em ações, e guardado mais 2000 reais aguardando chegar janeiro de 2020 para a renovação do primeiro lote de ações adquiridos em janeiro de 2019. Portanto, ao final de 2019, minha pretensão é ter R$ 18.000,00, se Deus quiser. Isso fora a reserva de emergência, que pretendo encerrar o ano com 5000,00, e ano que vem tentar elevá-la para 10.000 reais.



Perdoem-me a ausência, especialmente em comentar nos blogs dos colegas 
e a demora em responder os comentários no meu blog. Assim que possível pretendo ser mais assíduo.

Um forte abraço e fiquem todos com Deus, sempre.

Diário de um Poupador

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

MUDANÇA, GASTOS, E VIDA BOA GRAÇAS A DEUS



Esse mês eu me mudei de apartamento, fui para um melhor, um condomínio Club. No apartamento anterior eu pagava 700 reais e a conta de água estava incluso nesse valor. O local não era de todo ruim, o que me incomodava era à noite, por ter terrenos baldios em volta, era perigosíssimo chegar e sair essa hora. Era um prédio simples, sem piscina, garagem apertada, sem portaria, somente 4 apartamentos, 1 por andar. Eu morava no segundo.

O problema aconteceu quando um casal se mudou para o apartamento abaixo do meu. Eles fumava, e o cheiro de cigarro incensava a casa. Chegamos a sentir cheiro de MACONHA! Além disso, e do casal ser muito estranho, eles estavam colocando pra dentro do prédio pessoas de índole duvidosa. E eu, por trabalhar fora, deixava minha mulher e filho sozinhos por 3 dias por semana. Então quando esses problemas começaram, decidimos nos mudar.

Inicialmente íamos para um até mais barato, mas aí conhecemos o melhor condomínio Club da cidade. O aluguel mais condomínio ficaria em torno de 1350, fora conta de água, luz, gás e IPTU.

O condomínio era tão massa, que decidimos sem pestanejar que iríamos morar nele. Lá tinha piscina gigante, ofurô com águas térmicas e com hidromassagem, sauna, quadra de tênis, quadra poliesportiva, pista de cooper, segurança 24 horas, portaria, administração para resolver os problemas dos condôminos, e é um local bastante aconchegante.

Mas para isso precisei gastar com mudança, colocação de telas nas janelas, varal, instalação do kit gás, despesas para sair do apartamento anterior, entre outras coisas. Isso prejudicou vários dos meus planos para aportar.

Mas apesar dos pesares, hoje me sinto assim realizado em relação à moradia. Depois de 8 anos no cargo público que ocupo, ganhando entre 9 e 10 mil reais, somente agora eu sinto que estou morando num local que sempre desejei, e graças a meu bom Deus por isso!

Em nenhum momento perdi o controle das finanças, do orçamento, do fluxo de caixa, somente gastei mais que o normal, como disse. Mas me mantive no controle.

Agora é desfrutar das benesses do condomínio Club, e aportar o que conseguir separar.

Minha meta agora é aportar 1000 reais por mês até o fim do ano, e ano que vem 1500 reais por mês.

Detalhe, a senhora diário quer comprar vários móveis novos, pra aproveitar o novo apartamento. Mas estou conseguindo manter isso também sob controle. Tudo no seu tempo.

Obrigado pela visita. Se gostou deixe um comentário.

Um grande abraço e fica com Deus.

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Fechamento Agosto e Setembro/2018 - Atrasado, mas saiu!

E aí pessoal da blogosfera, tudo na paz?

Estou há um tempo sem postar, mas não quero deixar de trazer pelo menos os meus fechamentos mensais. Hoje trago o de agosto e o de setembro desse ano de 2018.


Em agosto fiz um aporte de 1000 reais na reserva emergência e desaportei todo o valor do investimento em Selic transferindo para ser reserva de emergência. Ou seja, não tirei de fato dinheiro do tesouro, apenas passei a considerar tudo que tenho na Selic como reserva de emergência. No momento, e por enquanto, meu único investimento é em dólares, para os trades que tenho realizado desde o início do ano.

Em setembro não tive aportes nos investimentos, tendo em vista ainda estar gastando bastante. Não mais que o valor recebido como renda, mas também não estou conseguindo poupar o que gostaria. Apenas consegui colocar dinheiro na reserva de emergência.

Tomei a decisão de desaportar para incrementar a reserva de emergência, para não passar aperto em caso de necessidade.

O consolidado dos investimentos em AGOSTO foi de R$ 2142,45, referentes unicamente ao investimento em dólares, único na minha carteira no momento.

Como terminei julho com R$ 1867,50, tive uma valorização de + 14,72% devido ao resultado positivo dos trades e à valorização do dólar, que saiu de 3,75 para 4,05.

Nos trades saí de um capital de U$ 498.00 para U$ 529.00, valorização portanto de + 6,22%.

O consolidado dos investimentos em SETEMBRO foi de R$ 2069,55, referentes unicamente ao investimento em dólares, único na minha carteira no momento.

Como terminei agosto com R$ 2142,45, tive uma desvalorização de -3,40% devido ao resultado negativo dos trades. A dólar se manteve estável em 4,05.

Nos trades saí de um capital de U$ 529.00 para U$ 511.00, desvalorização portanto de -3,40%.


Pois bem, segue o balanço de AGOSTO e de SETEMBRO:

AGOSTO/2018

SETEMBRO/2018


Evolução do patrimônio desde janeiro, que foi quando quitei os consignados e fiquei finalmente positivo:


A baixa foi devido ao desaporte para incrementar a reserva de emergência.
A distribuição dos investimentos:





E a planilha do ADP, com as informações consolidadas:



Ou seja, minha rentabilidade em AGOSTO foi de +7,10% e em SETEMBRO foi negativa em -3,40%, devido o investimento em dólares ter sido muito bom em agosto e ruim em setembro.


Porém a rentabilidade histórica, que é também igual a desse ano, segue acima dos 10%, o que para mim está caminhando bem para um iniciante nos investimentos.


INTERESSANTE

Eu tenho calculado minha rentabilidade geral através de uma planilha própria, independente da do AdP, e tenho tido percentuais diferentes de rentabilidade. O cálculo que eu uso é mais simples: eu considero todo o valor aportado, e com ele calculo o valor ganho.

Por exemplo, em 2018 eu aportei ao todo, considerando, os desaportes, uym valor líquido de R$ 1965,76, e estou com 2069,55, valor que finalizei setembro. Então estou com um ganho líquido de 103,79 ao longo do ano. Em percentual fica :

103,79 / 1965,76 = + 5,28%

E não os +18,70% que a planilha calcula.

Se alguém souber o que é isso, eu agradeço.

Perdoem-me a ausência, especialmente em comentar nos blogs dos colegas. Assim que possível pretendo ser mais assíduo.

Um forte abraço e fiquem todos com Deus, sempre.


Diário de um Poupador

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Fechamento Março/2018 - Aporte, Desaporte, Resultados dos Trades e Mais



Olá colegas da blogosfera, como estão? Espero que bem.

Hoje trago o fechamento de março, com algumas novidades, nem tão novas assim, rsss

Bom, nesse ano de 2018 os pontos relevantes da minha trajetória rumo à independência financeira são basicamente os seguintes:

- Finalizei meus empréstimos consignados e passei a ter meu salário livre para aportar
- Me intitulo um "poupador", mas com fortes traços de gastador, os quais preciso controlar
- Nos investimentos eu voltei a operar como trader, como expliquei no último fechamento

Esse mês eu ainda mantive uma certa mentalidade gastadora, não como outrora já fui, mas mesmo assim foi em um nível que atrapalhou minhas finanças em março.

Não saí comprando coisas desnecessárias, caras, parceladas, usando cartão de crédito; dessas coisas na verdade criei repulsa. O que aconteceu foi gastar mais com comida fora de casa, mais lazer do que o necessário, mais saídas com o carro aumentando o consumo de combustível no mês, entre outros pequenos gastos que no geral fugiram do orçamento.

Resultado, acabei precisando de mais dinheiro no final do mês. Acontece que durante o mês eu tinha feito um aporte em dólar, para operar como trader, e fiquei com dois investimentos ao todo: um no tesouro direto que já mantinha há um ano, e os dólares.

Tomar empréstimo estava totalmente fora de cogitação. Cartão de crédito, cheque especial, essas coisas são exatamente tomar empréstimo, com a diferença de ser sem juros no caso do cartão. Mesmo assim, isso é algo que não faço, e não pretendo fazer. Não tenho cartão de crédito, cheque especial, nada.

Logo, foi preciso recorrer aos investimentos para finalizar o mês tendo dinheiro para pagar as contas. E como agora pretendo começar e continuar como trader, escolhi o título do tesouro direto para me desfazer e completar o mês. E como o título já estava com um bom lucro, realizei-o, e estou aqui finalizando o mês.

Isso é o que acontece com quem não tem uma reserva de emergência, precisa se desfazer de investimentos se algo sair do controle. E agora em abril, já separei um valor para iniciar essa reserva urgente, e evitar passar por isso de novo.

Bom, agora vamos ao fechamento de março.

A venda do título gerou cerca de R$ 1250,00, que foi o valor desaportado. O aporte em dólar foi no valor de R$ 643,50, com o dólar cotado a 3,25 gerou um valor de U$ 198.00 de dólares aportados.

Na planilha do AdP aparece o valor negativo de 567,29 devido a diferença entre o que eu desinvesti, com o que foi aplicado, e a inclusão do saldo das corretoras na planilha.

Como tenho 42,50 parados na corretora, mais os 643,50 que aportei em dólares, meu resultado mensal deveria ser de apenas R$ 686,00. Isso mesmo, como estou começando agora minha caminhada, esse é meu valor aportado em investimentos atualmente. Com boas expectativas de melhora até o final do ano.

Porém, os trades deram um bom retorno esse mês.


RESULTADO DOS TRADES

Consegui uma rentabilidade de 10,29% em cima do valor inicial de 198.00 dólares, totalizando U$ 20.38 dólares ganhos com as operações no mercado.

Foram 13 operações, de onde 11 foram positivas, e 2 foram negativas. Percentual de acerto de mais de 80%.

O montante total do final do mês foi então de 218.38 dólares. E como o dólar valorizou do dia do aporte até hoje, com uma cotação de U$ 3.33, o total de investimento foi para R$ 725,02. Logo, ao todo os investimentos no mercado de câmbio, o qual invisto, geraram um rendimento total de 12,6%.


Segue então a planilha:




Bom, por hoje é somente isso.

Desculpem-me a ausência, sempre que posso visito o blog dos colegas e leio os excelentes artigos.

Um grande abraço, excelente Páscoa, e que Deus os abençoe sempre.

Diário

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Fechamento Julho/2018

E aí pessoal da blogosfera, tudo na paz?

Primeiramente queria trazer aqui que fiquei chocado com a partida do VDC. Eu gostava de acompanhar o blog dele, e sempre ficava impressionado com a regularidade que o mesmo postava, ainda que muitos posts tivessem teor parecido rssss. Mas realmente, ele era muito dedicado a essa atividade, coisa que venho percebendo o quanto é difícil manter por aqui.

A gente começa um blog, todo animado, vai trazendo todo nosso conhecimento à tona em posts cada vez melhores... mas aí as idéias vão se esvaindo, a motivação diminui, isso tudo atrelado à vida corrida que levamos no nosso dia-a-dia, acaba fazendo muitos blogueiros desistirem de postar.

Apesar de me enquadrar nas características que citei, apenas estou passando aquele momento meio "Limbo" que muitos blogueiros passam, levando algumas semanas para trazer outro post. E no caso, ultimamente tenho trazido aqui somente o fechamento mensal, pelo menos isso rsss.

Bom, que Deus abençoe e console a família do VDC. Algo que me alegrava bastante era ver que ele era temente a Deus, e que O reconhecia sempre em seus posts. Esse foi um dos fatores que me fizeram seguir o blog dele e sempre comentar por lá. Aqui no meu humilde blog tive o prazer te tê-lo comentando também, algo que me deixava sempre animado.


Pois bem, no momento só estou podendo postar o fechamento mensal, e olhe que atrasado, hehehe.

Meu aporte esse mês era pra ter sido de R$ 2000,00, mas o Diarinho precisou de umas consultas que o plano de saúde não cobria, e precisei usar esse dinheiro para esse propósito. Agora estou correndo atrás do reembolso, que dizem ser uma saga. Mas está nas mãos de Deus, minha parte eu vou fazer.


O consolidado dos investimentos está em R$ 3874,50.

Pois bem, segue o balanço:



Evolução do patrimônio desde janeiro, que foi quando quitei os consignados e fiquei finalmente positivo:





A distribuição dos investimentos:





E a planilha do ADP, com as informações consolidadas:




Ou seja, minha rentabilidade geral foi negativa em -3,15%, devido o investimento em dólares não ter sido muito bom nesse mês de junho, também devido à queda do dólar no finalzinho do mês.

Porém a rentabilidade histórica, que é também igual a desse ano, segue acima dos 7%, o que para mim está caminhando bem para um iniciante nos investimentos.


Perdoem-me a ausência, especialmente em comentar nos blogs dos colegas. Assim que possível pretendo ser mais assíduo.

Um forte abraço e fiquem todos com Deus, sempre.

Diário de um Poupador

sábado, 14 de julho de 2018

Fechamento Junho/2018 (R$ 4000,36)

E aí pessoal da blogosfera, tudo na paz?

Eu estou bem afastado da comunidade nessas últimas semanas, devido a algumas atividades que precisei fazer e ainda preciso. Acho que todo blogueiro da comunidade já passou por isso, ou ainda vai passar.

Pois bem, no momento só estou podendo postar o fechamento mensal, e olhe que bastaaante atrasado, rsss.

Meu aporte esse mês foi de R$ 1282,46.

- R$ 1049,56 em títulos Selic
- R$ 333,00 em dólares
- Tive um 'desaporte' de R$ 100,10 que foi o saldo que estava parado nas corretoras, pois decidi desconsiderar esse valor, já que como não rende nada, só fica à disposição para ser investido, então não é "investimento". O valor parado nas corretoras consta no balanço patrimonial, mas não no consolidado dos investimentos.

O consolidado dos investimentos está em R$ 4000,36.

Pois bem, segue o balanço:



Evolução do patrimônio desde janeiro, que foi quando quitei os consignados e fiquei finalmente positivo:




A distribuição dos investimentos:





E a planilha do ADP, com as informações consolidadas:




Ou seja, minha rentabilidade geral foi negativa em -2,83%, devido o investimento em dólares não ter sido muito bom nesse mês de junho.

Porém a rentabilidade histórica, que é também igual a desse ano, segue acima dos 10%, o que para mim está caminhando bem.


Perdoem-me a ausência, especialmente em comentar nos blogs dos colegas. Assim que possível pretendo ser mais assíduo.

Um forte abraço e fiquem todos com Deus, sempre.

Diário de um Poupador