sábado, 11 de novembro de 2017

Enquanto a IF Não Chega



Lendo um post do amigo da Blogosfera Senhor Bufunfa, onde ele fala sobre aproveitar o sábado, eu decidi refletir por aqui também... A gente passa a vida numa correria danada, tantas coisas pra fazer, pra resolver, tantas metas, sonhos, objetivos. E muito a gente pensa em só aproveitar quando for independente financeiramente.

Acontece que não podemos viver apenas esperando a IF chegar! Você não pode, e não deve, condicionar sua alegria, sua liberdade, a um estado futuro.

Se assim o fizermos, passaremos a vida toda vivendo pelo "Quando... então eu..."


Permita-me contar um breve relato:

Há mais de 1 ano e 6 meses moro de aluguel num apartamento simples, mas bem confortável. Quando vim morar aqui eu gostei do espaço, da varanda, da área de serviço, dos quartos confortáveis, e da cozinha que já vinha toda planejada (Essa foi a parte que a senhora Diário mais gostou, hehe).

Na época eu lembro que estava cuidando de meu pai, que estava bem doente. Eu também estava estudando bastante pra outro concurso, e ainda tinha que dar conta de manter a casa e passar tempo com a família... Eu não tinha tempo pra quase nada, não dormia direito, não tava me alimentando bem, nem fazendo os exercícios rotineiros que sempre fiz. Ou seja, foi uma época bem conturbada. 

Depois de quase 1 ano morando aqui, eu fui até a varanda do apartamento e me dei conta novamente que eu tinha uma varanda ali!

Então eu pensei, "Essa varanda precisa de alguma coisa!" Fui ao shopping e comprei uma mesinha bem legal. Coloquei na varanda e pensei: "E agora, o que eu faço?!"

Sentei na mesa, olhando a paisagem, senti uma brisa bem refrescante, e pensei: "Vou preparar um cafezinho!"

Rapaz, que sensação!

Há muuuito tempo eu não simplesmente PARAVA, e sentava pra tomar um café curtindo a paisagem da varanda do meu apartamento. Foi uma sensação incrível.

A partir daí eu passei a me perguntar: "O que será que eu estou deixando passar sem perceber, devido a tantas e tantas tarefas e afazeres?!"

Daí decidi dar mais valor às coisas pequenas da vida, aos presentes que Deus nos dá todos os dias e muitas vezes não percebemos e deixamos passar, passar várias oportunidades de nos sentir vivos.

Temos 5 sentidos, visão, olfato, audição, paladar, e tato. E se você souber usá-los adequadamente, vai poder experimentar sensações incríveis ao longo da vida, e não somente quando tiver alguns milhões de patrimônio.

Experimente isso:

- Acorde cedinho e vá caminhar no parque próximo à sua casa, ou na rua mesmo. Ouça os pássaros, o vento, o balançar das árvores. Aproveite que ainda não há carros indo e voltando do trabalho...

- Vá levar seu filho(a) na escola, e durante o trajeto pergunte a ele como tem sido as aulas...

- No trajeto para o trabalho, escute uma música que você há bastante tempo não a ouvia, e sinta um pouco de nostalgia...

- No almoço, agradeça aquela comida, e coma sentindo os sabores, sem pressa de ter que voltar correndo pro trabalho...

- Vá buscar seu filho na escola mais cedo, se possível, e leve ele pra tomar um sorvete...

- Leve sua amada para um jantar romântico... Ou, se quiser economizar, compre uma jantinha simples, mas faça uma boa recepção quando ela chegar do trabalho, ou quando você chegar em casa e vê-la lá, depois de um dia inteiro sentindo sua falta...

- Marque aquela visita a seus pais, irmãos, amigos, que há tempos você promete, e nunca vai...

- Tome um cafezinho na varanda sentido a brisa do dia...

- Pare um sábado à tarde pra ajeitar aquela torneira pingando que tanto te incomoda... ou desentupir o chuveiro... e faça disso uma terapia... vai ser bom durante, e depois com ela consertada...

- Vá à praia, escute o barulho das ondas, dos coqueiros balançando... tome uma água de coco geladinha...

- Antes de dormir sinta seus lençóis na cama, seu travesseiro confortável... Sinta como é bom dormir no conforto da sua casa... você vai dormir bem melhor...

São tantas possibilidades de coisas gostosas da vida pra se fazer, que a gente pensa que não existem, que ainda não é hora de fazer, ou que é preciso muito dinheiro pra poder curtir bem a vida. E assim a vida vai passando.

Dê um jeito, separe um tempo, mas não deixe de fazer uma dessas coisas que você sente vontade. Pois muitas vezes são essas coisas que vão te dar aquela sensação boa de que seu tempo não foi inútil.

Pergunte-se: Quantas vezes chegou o domingo à noite e você pensou: "Eita, mais uma semana se passou. E foi tão rápido que eu nem senti!"

Se você reparar, todas as dicas de atividades que eu dei não envolvem grandes quantias de dinheiro. Então você pode fazê-las bem antes de atingir a Independência Financeira.

Por isso não espere a situação melhorar, procure formas de aproveitar a vida enquanto é jovem.

Na Bíblia há um texto que diz para o jovem aproveitar enquanto é moço, pra fazer o que o faz feliz. Mas sempre com prudência, claro, lembrando que Deus nos quer fazendo o que é correto.

Por isso, pensemos bastante no nosso dia-a-dia e passemos aproveitar as coisas boas da vida mesmo enquanto não chega a Independência Financeira.

Desejo a todos um excelente Final de Semana.

Fiquem com Deus e um forte abraço.

20 comentários:

  1. Fico honrado com é menção, obrigado. Essas coisas todas q vc deu como exemplos aí parecem mais tarefas do dia a dia, mas realmente são altamente eficazes quando encaradas da forma correta e aproveitadas as lições q tiramos de cada uma. Um bom fim de noite pra família!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Bufunfa.

      Uma das minhas dicas pra postar sempre é aquela que a gente faz um posto baseado em no post de outro colega.

      E seu post foi muito bom, bem reflexivo.

      Na igreja que frequento, sou chamado para dar uma palavra de vez em quando. Numa dessas vezes eu falei sobre esse ponto de saber aproveitar os presentes de Deus nas coisas aparentemente 'pequenas'. Daí quando li seu post, já vim aqui passar pro blog o que penso também.

      Um grande abraço e fica com Deus.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Valeu Thor, é isso aí.

      As coisas simples da vida podem trazer uma satisfação que outras ditas 'maiores' não trazem.

      Abraços

      Excluir
  3. Respostas
    1. Olá Inglês.

      Muito obrigado colega.

      A gente sempre tem que estar com isso em mente pra saber aproveitar a vida, né não.

      Abração

      Excluir
  4. Gosto muito desta temática, Poupador. Muitos se enganam que quando alcançarem a IF serão livres e felizes. Deixam de aproveitar a vida para fazer aportes e viver quase na miséria.

    Ninguém sabe o dia de amanhã. A única certeza da vida é que a cada dia mais que passa, mais perto estamos de morrer.

    O seu texto está repleto de coisas simples e que muitas vezes deixamos passar despercebidas. Aproveitar a vida é isso. Se desgarrar de bens materiais e viver em função daquilo que realmente importa.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande AF. Eu tenho pensado muito nisso ultimamente, especialmente depois da perda de meu pai.

      Na Bíblia há um texto que diz que é melhor ir para um lugar onde há luto, do que para outro onde há festa. Pois onde há luto pensamos também na morte, e isso nos faz refletir.

      Como você disse, a cada dia que passa estamos mais perto de morrer. Então ficar se preocupando só em trabalhar, aportar, trabalhar, aportar, esperando a IF chegar sem aproveitar bem a vida, é um baita desperdício.

      Por isso é preciso ter bastante equilíbrio, pra também não torrar todo patrimônio a título de 'aproveitar a vida'. Mas também não podemos esquecer de que o patrimônio é que está a nosso dispor, e nunca o contrário.

      Por isso falei nas coisas simples, que são coisas baratas, muitas vezes de graça, e mesmo assim bastante proveitosas. Pra que fosse possível aproveitar a vida, senti-la ao máximo, sem deixar de se preocupar com o futuro.

      Temos que lembrar sempre que precisamos mesmo é dar valor às pessoas, e não a coisas.

      Muito obrigado pela visita, fica com Deus.

      Excluir
  5. Diário, concordo 100% com você. Dinheiro não é um fim e sim um meio. A vida deve ser vivida.

    Imagine pessoas que trabalham 14, 15h diárias somente sonhando com a IF, se sacrificando, que graça tem a vida dessas pessoas? A busca de nossas vidas deve ser a felicidade. Nós, inteligentes financeiramente, temos uma vantagem enorme em detrimento das outras pessoas, pois sabemos lidar com o dinheiro. Vamos aproveitar dessa vantagem e nos dar alguns luxos, afinal nosso aporte sempre estará garantido!

    Abraços e bom domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí Enriquecendo.

      Estamos no grupo dos que sabem controlar o dinheiro, que é um meio, como você disse. Então temos conhecimento (ou pelo menos estamos adquirindo sempre) pra saber aproveitar a vida usando esses recursos de maneira equilibrada, pra manter um bom patrimônio no futuro.

      Valeu a visita, fica com Deus

      Excluir
  6. Ótimas dicas poupador! A comunidade de finanças as vezes ė bastante focada em aportar, aportar e aportar e não fazer nada da vida até conquistar a IF, daí a vida passa, e olhando pra trás bate os arrependimentos quando olhamos pra trás.

    Eu também acabo muito focado as vezes pra poupar e aportar, mas também temos que cuidar da jornada até a IF, afinal essa é nossa vida!

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o ponto crucial Jovem Poupador, equilíbrio.

      Precisamos saber poupar, sem deixar de aproveitar a vida. E nesse post eu quis dizer que não precisamos de milhões de reais pra poder aproveitá-la. Existem coisas simples que muitas vezes esquecemos o quão prazerosas são. E essas coisas simples muitas vezes não custam nada, a não ser um tempo que você separa.

      Obrigado pela visita.

      Passei no seu blog, vi que você chegou há pouco aqui na blogosfera. Eu também estou no início da caminhada.

      Vou te add ao blogroll, se puder fazer o mesmo.

      Grande abraço e fica com Deus.

      Excluir
  7. Fala Diário, de certa forma senti um tapa na cara mano. Obrigado. Em alguns momentos sou assim, e minha esposa me cobra por isso, atualmente mesmo estou num dilema, pois vamos viajar pra visitar a familia e ela queria passar pelos menos dois dias em uma praia, mas a brincadeira vai sair quase 60% de aporte do ano (por volta de 4 mil) e estou meio naquele se vamos ou não, e ela sempre fala que nunca saimos, nunca fomos a praia curtir, que economiza tanto e nada, enfim. creio que seu texto veio na hora certa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que pude ajudar Maromba.

      É bom sim dar uma viajada, aproveitar. Mas mesmo assim fica ligado. Pois 4 mil, 60% do aporte ANUAL, é bastante. Se valer mesmo a pena, aí sim.

      De qualquer forma, tenta sempre incluir mais coisas simples no dia-a-dia, que mesmo sem gastar muito, a sensação de bom uso do tempo vai ser ótima.

      Um grande abraço Maromba.
      Valeu a visita. Fica com Deus

      Excluir
  8. Parabéns pelo post e pelo blog! Tb estou no caminho e sabemos como as vezes precisamos apreciar aquilo que já temos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente anôn.
      E é sempre bom relembrar disso, pois o dia a dia nos tira essa visão constantemente.

      Um abraço e obrigado pela visita

      Fica com Deus

      Excluir
  9. Olá Poupador!

    Muito bom, cara! Sei quenpode parecer falso, mas pratico tudo o que você falou.

    Curto a brisa na minha sacada, na praia curto o final de tarde na praia curtino as ondas, sempre que posso pego meu filho mais cedo na escola, etc.

    Inclusive sei que pago o preço de aportar menos por ter filho, mas é um preço que aceito pagar de boa.

    Abraço e bom domingo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você faz muito bem Alemão, é isso aí!

      Se soubermos aproveitar essas coisas simples e boas da vida, podemos curtir uma independência financeira antes do tempo, pois não é preciso muito dinheiro pra fazer essas coisas.

      Filho é uma bênção mesmo, fato.

      Grande abraço Alemão, fica com Deus.

      Excluir